Thursday, September 30, 2010

Não há quem te enfie um mastro de bandeira pelo cú?



"O presidente do PS considera que o esforço pedido pelo Executivo com novas medidas de austeridade "não são sacrifícios incomportáveis" e que "o povo tem que sofrer as crises como o Governo as sofre".
Questionado pelos jornalistas à entrada da sede do PS, onde à noite iriam decorrer reuniões do Secretariado Nacional e da Comissão Política, convocadas por José Sócrates, Almeida Santos lembrou que "esta crise só tem paralelo nos anos 20 do século passado" e reconheceu que "são medidas impopularíssimas", mas que deverão chegar para "afastar o FMI". "Não é qualquer Governo que toma medidas como estas e está disponível para sofrer as consequências", vincou.
Para Almeida Santos "a bola agora está no lado da oposição", e avisou que "não se pede ao PSD que seja co-responsável. Pede-se que por razões patrióticas aprove o orçamento". "


O bold é meu. O "vai para o caralho" também.

No comments: