Monday, November 15, 2010

Este post começou de uma outra forma, mas estava a ficar demasiado extenso e pouco claro. Pareceu-me melhor resumir a coisa ao essencial: a confiança. É um valor que parece ir desaparecendo lentamente do "cabaz" de valores essenciais na cabecinha de muita gente. A confiança já moveu montanhas, pelas piores e pelas melhores razões. A confiança foi o ânimo que levou os primeiros Cristãos a não capitularem perante as atrocidades mais abjectas a que um ser humano pode ser sujeito; a confiança também levou toda uma nação de pessoas cultas e civilizadas a seguirem uma personagem do calibre do Adolfo.E a confiança fez com que muitos outros, mesmo levados ao limite da condição humana pelos seus carrascos nunca capitulassem dessa mesma condição. Por isso esta opinião aqui expressa dá ares de ser demasiado redutora à luz da história recente do País. Às vezes temos mesmo que mudar algumas das pessoas para que todas as outras sintam que faz sentido fazer alguma coisa. Às vezes temos que mudar mesmo TODAS as pessoas para que o esforço comece efectivamente a fazer sentido - porque se se é parte do problema, difícilmente se conseguirá ser parte da solução. E ou se faz isso a bem enquanto é tempo ou se é obrigado a fazer isso "com os pés p'rá frente".

No comments: