Tuesday, November 16, 2010

A lição da Montanha:


“Passeavam na montanha, um velho monge tibetano e seu discípulo quando avistaram em meio a neve um filhote de passarinho. O monge apanhou em suas mãos o filhote paralisado de frio, entre a vida e a morte e o acalentou junto ao peito. O jovem discípulo sentiu em seu coração o calor do amor do velho monge, como se, fosse ele próprio o filhote. O velho então avistou próximo ao caminho, um monte de estrume, recém defecado por um boi que pastava naquela áreas. A fim de que prosseguissem sua jornada, ele aninhou o passarinho no estrume, que sentindo o calor a sua volta, passou a piar com efusiva alegria. Mais alegre ficou ainda o discípulo, vendo que o venerável mestre havia salvado a vida do filhote, respeitando mesmo as menores criaturas, como mandam os ensinos orientais. Eis que então surge do alto, alertado pelo feliz piado do filhote, um veloz gavião. O gavião mergulha por sobre o esterco e em um só golpe leva o passarinho em suas garras.
- Oh!Mestre, quanta injustiça ! Disse o discípulo em meio às lágrimas.
O Monge então falou, do alto de sua bem-humorada sabedoria, como competem aos mestres do oriente:
- Devemos tirar do episódio não uma, mas três importantes lições!
- E qual seriam, venerável mestre?Disse o discípulo, enquanto enxugava as lágrimas nas mangas de seu hábito.
- Primeiro: - Nem sempre quem te põe na merda, é seu inimigo!
-Segundo: - Nem sempre quem te tira da merda, é seu amigo!
- E, terceiro: - Se estiver na merda, não pie!"


E é porque estamos na merda que quem nos representa devia estar caladinho, para não se lerem depois coisas deste calibre.

No comments: