Monday, February 7, 2011

Greve do Metro

Eu devo ser um bocado asno, porque não entendo de que forma é que uma greve matutina consegue angriar simpatias dos utentes para a causa dos funcionários do Metro de Lisboa. Não prejudica quase nada a empresa, prejudica brutalmente os utentes, e faz dos funcionários uma cambada de madraços que não fazem ponta del corno aos olhos de quem paga o passe e tem ainda tem que pagar a alternativa ou deixar que lhe saia do pêlo. Ora... resolvi incluir-me no segundo grupo por razões de preferência pessoal. É que apesar do nevoeiro cerrado na banda de lá do Tejo, nesta margem o dia nasceu (quase) limpo. E a caminhada ainda deu para tirar algumas fotos.




2 comments:

Kawamura said...

Jasusa, o fá-luuuuu do cuuuuu-tileiro, coisa mai-linda que eu já não via desde os meus tempos de Crédito Agrícola em que diariamente calcorreava o parque eduardo sétimo do corte inglês para o trabalho e vice-versa (atenção: o trabalho NÃO era no parque, ok?...) Abreices!

Niagara said...

É o resumo da revolução para as gerações vindouras...
:)