Wednesday, June 22, 2011

Limiar

A partir de onde é que se deixa de ser um "independente" e se passa a ser "dependente"?
Esta é sempre a minha dúvida existencial quando se diz que alguém é "independente"... políticamente falando, claro. Porque seguramente haverá gente muito mais "independente" nas idéias, nas convicções e nos actos dentro das estruturas partidárias do que muitos dos que aparecem nascidos sabe-se lá onde sob a capa da "independencia". E qual a razão para esse súbito aparecimento? Por sugestão de quem? Com que interesse?


E o que me pergunto a seguir: a "independencia" política é um critério de escolha política para o desempenho de cargos políticos?

No comments: