Tuesday, July 2, 2013

Cronologia de uma cagada em três actos:

1º acto: Vítor Gaspar demite-se, pela cagalhagésima vez, mas desta é de vez. Escreve uma carta ao primeiro ministro alegando incompetência, incapacidade e falta de momento político. Passado um bocadinho toda a gente conhece o teor da missiva;
2º acto: É designada para substituir o pretérito Vítor Gaspar a secretária de estado dos Swaps da Refer e da nacionalização do BPN. Desculpem-me lá a farpa, eu não quero saber se a Senhora tem currículum suficiente para ser ministra, neste momento todos sabemos que tem um cadastro suficiente para não ser;
3º acto: Paulo "NumaroTrês" Portas demite-se, com uma adenda para todos os outros ministros do CDS.

Considerações: Vítor Gaspar falhou em toda a linha. O plano da Troika falhou em toda a linha. O Governo falhou em toda a linha.
Mais: Paulo Portas, o eterno numero qualquer coisa de qualquer governo de coligação com o PSD, teve uma jogada de génio. Demite-se de numero três (deveria ter sido numero dois, mas o amigo Passos nunca conseguiu perceber isso), cai fora da reforma do Estado - aquela coisa que queima qualquer pretensão eleitoral - mas, digo eu, mantém o apoio parlamentar ao governo, não ficando assim com o carimbo de foco de instabilidade. Ou, caindo o governo, já tem uma parceria pré-negociada com o PS. Seja como for, não deixa de ser de confiança. Tal como foi anteriormente.

Coisas muito más: António José Seguro, esse autêntico Sahara de idéias e convicções políticas, quer-se desde já assumir como futuro primeiro ministro. Tal como já disse aqui, combina o pior de Guterres com o pior de Sócrates e com o pior de Passos Coelho.
Cavaco Silva também vai continuar lá até cair da cadeira.

No comments: