Wednesday, June 4, 2014

Fotoblog Normandia - Omaha Beach

A entrada é ampla e luminosa, com uma vista fantástica para o mar. Somos revistados à entrada do memorial (visita mandatória), e tudo o que se segue é um murro no estômago. E digo que é um murro no estômago, mas é também um nó na garganta. 
Não há sombras de árvores sobre as campas. Não se consegue, de lugar nenhum, abarcar a dimensão total do cemitério, apenas sabemos que está dividido em quatro zonas, mas de Norte não se vê Sul, de Leste não se vê Oeste. Ainda assim impressiona pela dimensão.
Cada campa tem uma cruz - ou uma estrela de David - em mármore branco. Imaculada. Tudo ali é limpo, luminoso, branco, amplo e imaculado. 
Nas cruzes de soldados desconhecidos, a inscrição
"Here rests in honoured glory a comrade in arms known but to God"
aperta ainda mais o nó na garganta.
E contudo, sente-se a paz.
A praia é zona protegida. Não há banhistas. Há muito que deixou de ser zona de guerra, mas guarda em si a memória de quem lá morreu. É uma pequena homenagem àqueles a quem devemos quem somos hoje.


























No comments: